As pessoas estão cada vez mais preocupadas com a aparência. Para conquistar o corpo dos sonhos, é comum ver homens e mulheres malhando e fazendo diversas dietas. Entretanto, o que nem todos sabem, é que a aparência também está ligada a fatores relacionados à saúde. Dessa maneira, para estar com o “corpo em dia”, também precisamos estar saudáveis.

Os alimentos que ingerimos têm funções específicas para repor os nutrientes em nosso organismo. Enquanto alguns não trazem muitos benefícios e podem trazer, inclusive, malefícios, outros são ricos em tudo que precisamos para manter a saúde em dia.

Quando começamos a nos alimentar de maneira saudável ou iniciamos uma reeducação alimentar, é muito comum que os nutricionistas indiquem os cereais integrais. Isso porque eles trazem inúmeros benefícios à saúde. Entretanto, é importante destacar que para que ele realmente seja integral, é necessário ter as três camadas: a casca, o endosperma e a semente.

Os cereais integrais são ricos em vitamina E, B, selênio, ferro, cobre, zinco, fósforo. Além disso, também possuem fibras, carboidratos complexos, fibras e têm baixo teor de gordura. Tudo isso faz com que eles auxiliem no funcionamento do corpo e apresentem diversos benefícios à saúde. Confira alguns deles:

- Reduz o colesterol: isso acontece graças às fibras solúveis e ao baixo nível de gordura. Assim, é reduzido o risco de doenças cardiovasculares. Portanto, o consumo de cereais integrais faz com que as pessoas têm corações mais saudáveis;

- Baixo nível de glicose: Após as refeições, é comum que ocorra um pico de glicose no sangue. Os cereais diminuem a quantidade desta substância e também ajudam a controlar a diabetes;

- Saciedade: A ingestão de cereais ajuda na manutenção e na perda de peso, já que traz a sensação de saciedade;

- Reduzo risco de câncer: Isso vale principalmente para o câncer no intestino e no estômago, que são os mais causados pela obesidade;

- Proteção do intestino: A ingestão de cereais como a linhaça o centeio e o farelo de trigo ajuda a proteger o organismo graças à lignina das plantas;

- Funcionamento intestinal: Os cereais também auxiliam no funcionamento do intestino, já que facilitam o ‘trânsito’ e aumentam o bolo fecal.

Principais tipos de cereais

- Arroz: O ideal é que seja o tipo integral ao grão polido, que retém melhor as fibras, vitaminas e minerais. O sabor é mais acentuado do que o arroz branco que as pessoas já conhecem e a sua textura também é mais grossa. Ele é rico em vitaminas do complexo B e possui uma pequena quantidade de cálcio e fósforo.

- Aveia: Ela é mais comum nos biscoitos e cereais em flocos e, por ter alto teor de fibras solúveis, ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue, além de trazer melhor aproveitamento da insulina.

- Centeio: Apesar de conter glúten em menor quantidade do que a farinha de trigo, os produtos derivados deste alimento são pesados e úmidos. É muito comum em biscoitos e em pães torrados.